Leia as quentes de hoje nas Faisqueiras

Campina Grande
O prefeito reeleito, Veneziano Vital do Rego num discurso paz e amor, alá Lula, não atacou os seus adversários, disse quem não tem mágoa do governador nem tão pouco do Dep. Rômulo Gouveia, candidato derrotado por Veneziano no último domingo.
Demonstração

Para o vice-prefeito José Luiz Júnior (PSC), “o que se viu em Campina foi o poder de Deus”.“Campina mostrou a sua altivez. É uma cidade de valor”, completou.

Prevalência

O ex-deputado Vital do Rêgo comentou a reeleição do prefeito Veneziano afirmando que “o poder pagão não se sobrepõe ao poder de Deus”. GradaçãoVital revelou que a sua eventual candidatura a deputado federal em 2010 dependerá do projeto político do filho/prefeito. 2010? “O nosso foco é vencer uma batalha de cada vez”.Deputado Vital Filho.

Agora é Lula

“Ele agora passa a ser vidraça, porque agora ele passa a ser cobrado por todas as coisas que prometeu durante o processo eleitoral. Ele agora não é mais franco atirador, ele agora é executor. E é nessa execução que temos que construir a parceria entre prefeito, governo dos estados e governo federal para que as coisas possam dar certo”.Ontem, sobre a realidade dos prefeitos eleitos.

Campanha

“Pudemos pontuar a realidade de Campina. Começamos uma campanha difícil, onde chegamos ao final do primeiro turno contrariando os institutos de pesquisas”, avaliou ontem o ex-candidato Rômulo Gouveia.

Continuidade

Ele garantiu que permanecerá buscando recursos para serem investidos em Campina, assim como vinha fazendo em parcerias com as universidades, hospitais e outras instituições.“Sofri calúnias e injustiças, mas não guardo mágoa alguma. O processo zerou isso”, assinalou o tucano. “A partir de agora não há mais vermelho ou amarelo. Temos que nos unir pelo bem de Campina. Em Brasília, vou estar me dedicando por esta cidade”, sublinhou Rômulo Gouveia.

Fermento

Em entrevista ontem, o vereador Olímpio Oliveira (PMDB) já tratou da ampliação da bancada de situação no Legislativo campinense.O placar atual é 9 a 7 para a oposição.

O detalhe

De acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Municípios, 66% dos prefeitos candidatos à reeleição conseguiram sucesso no primeiro turno.E das 20 capitais que o prefeito tentou um novo mandato, em apenas uma ele não obteve um novo mandato, foi Serafim Correia (PSB) que perdeu para Amazonino Mendes (PTB) em Manaus-AM.

Zerado

O prefeito Ricardo Coutinho (PSB) reapareceu ontem na mídia regional e negou qualquer mágoa remanescente da ´bordoada´ que levou na semana passada, no guia eleitoral do prefeito reeleito Veneziano.“Já passei dessa fase e tenho que assumir outras responsabilidades”, comentou RC. Sobre a sua ausência no palanque de Veneziano, Ricardo disse que o PSB esteve presente na disputa ao lado do prefeito desde o primeiro turno.“Eu não era a peça principal do processo”, frisou.

Desdobramentos

Ricardo derivou a conversa para comentar que “estou muito feliz com o processo e com aquilo que João Pessoa vem sinalizando para o resto da Paraíba. Em todo canto que eu chego no Estado são muito boas as leituras que as pessoas fazem do processo verificado na Capital”.Palavra do Zé“A eleição de Veneziano foi uma sentença do povo de Campina”, atestou o senador José Maranhão, realçando o aspecto “plebiscitário” do pleito.

Pedagogia

JM declarou que a eleição do ´V´ tem um sentido “pedagógico”, por “mostrar que a Paraíba caminha numa direção nova, de escolher conscientemente os políticos que oferecem uma chance de mudança nas práticas administrativas e políticas”.

Sem desembolso

“É possível se ganhar uma eleição sem comprar votos? É. A prova foi a eleição de Ricardo Coutinho e de Veneziano, só para citar duas. O povo está se tornando cada vez mais seletivo nesse processo político, mais consciente e politizado, e fazendo sempre uma análise mais fria e objetiva do que é melhor para si”, discorreu o senador. “É verdade que Veneziano é um dos mais graduados companheiros e pode perfeitamente ser candidato ao governo do Estado”, admitiu Maranhão.

Sem titubear

Na série de entrevistas que concedeu ontem, Veneziano verbalizou uma idéia-fixa: só tratar 2010 em 2010.Acompanhe algumas opiniões externadas pelo reeleito prefeito. “O projeto de 2010 das oposições só se consolida se houver coesão.” “Vou buscar uma relação mais madura com o Legislativo”.

Ex-senador

“Sugiro que ele (Ney Suassuna) abandone a política. De política ele não entende nada”. MP - “Muitos membros do Ministério Público se posicionaram de maneira parcial”.´

Operador´

“Deus, mais uma vez, operou.” Serenidade“Fiz um segundo turno sereno, porque entendi a mensagem de Deus”.“Deus disse: quem vai permitir essa vitória sou Eu”.“Nós somos dignidade; nós somos caráter”. “Não contávamos com a presença absurda do governo estadual”.“O governador (Cássio) acabou sendo o candidato”.

File Under: