Greve: delegados acampam, Eitel pede ilegalidade e Adepol é contra paralisação

O secretário Eitel Santiago (Segurança Pública) vai pedir a Procuradoria Geral a ilegalidade da greve dos delegados, deflagrada na noite desta quarta-feira 3. O presidente do Sindicato dos Delegados da Policia Civil da Paraíba (Sindepol-PB), Isaias Olegário, informou porém que a categoria acampará em frente ao Palácio da Redenção na Praça dos Três Poderes, centro da Capital. Já a Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol) emitiu nota no final da tarde se posicionando contra a paralisação. Para a entidade, a ação é precipitada já que está marcada audiência com o governador Cássio Cunha Lima na próxima semana. Segundo Olegário, o acampamento, com a colocação das barracas é uma forma de estratégia para chamar a atenção das autoridades, sobretudo o governador. Com relação às declarações do secretário estadual de Segurança, Eitel Santiago, de que irá pedir na justiça a ilegalidade da greve, o presidente disse encarar com naturalidade a postura do secretário. - Não existe razão alguma para iniciar este movimento tendo em vista que a categoria tem sido contemplada e beneficiada por diversos projetos aprovados pelo Governo, sustenta Eitel Santiago. Olegário contesta: - A colocação do secretário não tem o menor fundamento, uma vez que os salários dos delegados paraibanos é o pior da região nordeste e o segundo pior do Brasil.

File Under:

1 comentários:

On 5 de dezembro de 2008 19:01 , Anônimo disse...

ONde estão os comentários pessoal. Kd as opiões contrárias , o debate, as afiemações e as contra-prospostas, onde estão as sugestões . vão pessoal, colocar esse blog pra bombar.